Páginas

sábado, 19 de março de 2016

Sim, eu dormiria no teu peito, e pra sempre.

video

Desde a primeira vez em que eu te vi eu percebi no teu olhar, uma personalidade muito meiga e doce na qual eu admiro muito. Sem dar muitas palavras por conta de toda àquela timidez, eu passei a te observar de longe conversando com os outros. O jeitinho que tu ria era muito divertido, e os gestos enquanto falava, o divertimento diante de absolutamente qualquer situação além daquelas gaguejadinhas nervosas que te tornavam tão doce e único. Tudo que tu dizia me despertava muita felicidade e leveza, e senti curiosidade de te conhecer apesar de também tímida. A gente no máximo trocava alguns olhares tímidos enquanto o outro não estava olhando, tentando se conhecer e decifrar o outro. De imediato eu te achei uma coisa muito linda de se olhar e comecei a admirar a tua ingenuidade e amor por pandinhas e coisas fofas. Te adicionei pra conversar contigo virtualmente já que pouco nos viamos, Nas primeiras conversas já ficamos quase que o dia inteiro conversando sobre coisas aleatórias, lol e coisas fofinhas, assim como nossos sentimentos perante o mundo e tudo aquilo que achavamos sobre as coisas. Por algum motivo, nossas conversas tinham um tom muito leve, o assunto fluia sem parar sem nenhuma pressão e sem precisar forçar coisas pra dizer, simplesmente acontecia de forma muito natural. Contigo eu sentia que podia falar absolutamente qualquer coisa, porque tu não iria me achar tola e eu não precisava me sentir culpada sobre tudo. Mesmo que houvessem erros ou comentários bobos, pra ti isso não era um problema, tu simplesmente ria e continuava  conversando normalmente e gostando disto. Tu gostava do jeito que eu via o mundo e das coisas que eu dizia, mesmo que fossem coisas idiotas. E eu amava o jeito que tu era timido por fora e extrovertido por dentro, sempre dizendo coisas que me deixassem felizes. Foi a primeira pessoa que eu abri meu coração de verdade para falar dos sentimentos e das coisas erradas que tinha na vida. Ao ouvir tuas versões, me doía muito ver uma pessoa tão maravilhosa sem atenção, e tão tristinha. Te empurrei pra minha amiga, e tu ficou pior ainda, então simplesmente te ouvi. Te ouvi e te apoiei porque era o que uma pessoa como tu merecia, apesar das outras pessoas não fazerem o mesmo. Eu te entendia, coisa nem teu próprio primo fazia, e tu  me compreendia também.<3 Aos poucos a vontade de te abraçar nesses momentos difícies só se tornava maior, e a todo momento eu queria estar conversando contigo ou jogando juntos. Nesse momento, eu também acabei sofrendo por um babaca, e aí foi a tua vez de me apoiar e me escutar, me cuidar... Tristes ao mesmo tempo foi o momento que nos unimos mais pela primeira vez, eu virei tua pandinha e tu o meu pandão, e trocamos muitos carinhos e amores virtuais. Não tinha um dia só que a gente não acordasse cedo e ficasse em chamada no skype quase até a hora de dormir, só saindo pra coisas banais e voltando logo. Minha vontade de te ver só ia aumentando cada vez mais e eu precisava muito do teu colo, do teu jeitinho de me deixar alegre e do teu abraço.. até que fui querendo também os teus beijos e o teu cafuné. Aquela época eu não teria suportado se não fosse tu, tu virou um anjo enviado pra me ajudar num momento tão díficil. Lembrar de ti só me vinha associado a sensações de fofura, carinho e compreensão. A gente zoava muito na bot lane, e venciamos e perdiamos juntos o tempo inteiro, e  a gente nem ligava muito pra isso, o principal era ficar se escutando no skype. Até minha familia começou a debochar falando que quem eu parecia namorar era tu.
  Num momento de ingenuidade voltei a namorar, o que eu não tinha percebido, era que tinha começado a te amar mansamente, não apenas de amizade como eu achei que fosse. E no fundo do meu coração, esse foi só o inicio do sentimento que eu carrego comigo até hoje. Tu sempre me mandava aquela música Radioactive, e ela sempre me lembra de ti e daquela época. Depois disso, passamos a nos ver todo final de semana por conta de ter voltado neste namoro. No fundo foi melhor assim, qualquer coisa diferente disto poderia ter sido muito desastroso. Eu sempre te via, dando carinho na Pocotinha, fazendo almoços, jogando, e fazendo tudo normalmente, e eu nunca deixei nem por um segundo de sentir aquela sensação de amor olhando pra ti. Quando eu vinha chorando depois de ter brigado no namoro tu sempre me consolava, eu sempre te fazia carinho enquanto tu deitava a cabeça no meu colo. O tempo inteiro eu te dava cafunés e abraços. Acordavamos cedissimo pra ficar jogando, e conversando por muitas horas. Já cheguei a ficar mais de cinco horas te olhando jogar no play de manhã cedo. Só porque eu gostava de te observar reagindo, fazendo zoeiras e rindo das coisas que iam acontecendo. Te lembra de quando deitavamos um do lado do outro e ficavamos falando sobre sentimentos e sobre nossas coisas, se olhando? De quando tu ficava deitado mexendo no tablet e eu sentava do teu lado, de quando eu te procurava só pra ver o que tu tava fazendo e te fazer companhia. Quando a gente ficava horas a fio na piscina, conversando sobre tudo. Absolutamente tudo que te envolvia naquela época só me trazem lembranças maravilhosas e saudosas, e hoje eu vejo claramente que quem me mantinha feliz era tu. Sempre foi tu. Todos os nossos dias lá eram maravilhosos, e eu preferia ficar contigo do que com meu próprio namorado, absolutamente todo mundo percebia isso. Eu sentia muito ciumes de ti e nunca te contava, eu te ajudava e apoiava a ficar com as meninas que tu gostava, mas no fundo eu sentia muito cíumes ao mesmo tempo. Quando saímos pela primeira vez para o AX foi um dia que eu percebi o quanto o meu sentimento por ti não era apenas amizade, o dia inteiro eu me senti tentada a te beijar, a te pegar pra mim, a ter a tua atenção de outra maneira. Nunca vou esquecer teu rostinho quando eu encostei o nariz no teu e apertei as tuas bochechas. A única coisa que me impediu de te beijar foi a minha ética moral de repulsa à traição. Se eu pudesse, se não houvessem conflitos familiares na época, eu teria escolhido você, sempre teria sido você e mais ninguém. A unica pessoa na minha vida que eu tive uma relação de bem estar e lealdade tão forte. Só tu me vez ver o que é ser retribuida no mesmo amor que se dá.
  Quando a gente saía, só nós dois, sempre era mágico, e eu nem precisava te beijar pra sentir que tudo tinha sido absolutamente perfeito. São dias que eu vou guardar na minha memória pro resto da minha vida. O dia no campinho, eu senti vontade de ser só tua, e foi a primeira vez na minha vida, que senti vontades sem alguém ter que me pressionar. Eu senti vontade de ver o teu rostinho enquanto tu me toca, saber como é o teu olhar me tendo, ter toda a tua atenção só pra mim e poder te realizar inteiro e te preencher porque queria ligações mais fortes contigo. As vezes eu achava que pensava isso só porque queria tua atenção, e que não era nada demais. Realmente, eu só queria tua atenção, e agora continuo querendo apenas a tua atenção, e só pra mim, todinha pra mim, pra sempre. Não importa o que façamos, eu só imaginava isso porque é a forma mais fácil de me ligar completamente a ti, que era o que eu incoscientemente queria por você o tempo inteiro, laços mais fortes.<3
  Quando tu disse que queria ir embora, e pra pararem de encher o meu saco e eu não precisar mais escutar falar mal de você, contei, eu passei o dia inteiro chorando achando que tu não falaria mais comigo. Mas tu não fez isso. Tu simplesmente disse que era a hora de tu ir, e não se importou, me perdoou. Eu senti tua falta o tempo inteiro. Já não tinha mais tanta graça ir até lá. Em algum momento nesta tragetória, nós paramos de nos falar e eu nem sei o porquê. Quando você disse que o que vivemos não foi importante, eu me senti perdendo a melhor pessoa que já tinha conhecido, e acho que nenhuma outra perda doeu tão profundamente quanto esta, apesar de a fase de esquecimento ter sido rápida. Porque indenpendente disto, eu não esqueci até te ver de novo. Eu fiquei desesperada, comecei a dizer qualquer coisa, e dizer diversos ''por favor''. Automaticamente o outro veio me xingar no chat como sempre. Aquele foi um dos piores dias pra mim, que além de sofrendo ainda tive que suportar uma pessoa que eu achava que antes era boa comigo e não era. Por todo o ano, mesmo feliz e animada com o terceirão, com amigas novas e formatura, no fundo eu sentia muitas saudades de alguém como tu, que estava sempre comigo, indenpendente do que acontecesse. Ficava lembrando de todos os momentos, e com muitas saudades e também muito magoada, te xingava por ter me deixado,  mas ao mesmo tempo o que eu ouvi foi '' eu dúvido que tu não vá perdoar ele''; E era verdade, no fundo eu torcia pra tu me chamar, no fundo eu queria que houvesse algo depois da '' vizualizada'', no fundo eu só te queria de volta na minha vida.
  Quando você começou a falar comigo aleatoriamente, eu acabei te chamando pra jogar, mesmo com orgulho intacto, mesmo assim ainda queria os velhos tempos de volta. Na primeira vez já nos falamos por 7h no skype, e parecia que nada tinha mudado. Assunto infinito igual sempre. Dia 20/09/2015.

Enquanto trocavamos desenhos, desenhei um casal de pandas pra que você entendesse a saudade que eu sentia de ser a tua pandinha. A saudade que eu tinha de todo o teu amor.  Assim que te olhei de novo pela primeira vez, eu me perguntei por que nunca tinha te beijado antes, e pensei no quão lindo tu te tornou, e como agora tu é um homem feito. Depois, na festa, tudo o que eu queria era te beijar, não cansava de te admirar e te ouvir falando, rindo e sendo o Matheus que eu sempre amei. Quando a gente se beijou, só o que eu consegui pensar foi que finalmente aquilo tinha acontecido, e que quase não dava pra acreditar. Quando tu ficou triste e foi se sentar isolado, quando eu fui me aninhar no teu colo, e nos beijamos sem parar por tanto tempo, apenas fazendo paradas pra se olhar e sorrir, eu entendi a intensidade do carinho que sentia por ti. Foi super amorosinho e carinhoso, foi o melhor beijo da minha vida inteira. Quando voltei pra casa, não consegui parar de pensar nisso, de repassar a cena na minha cabeça sem parar,e custei a dormir naquele dia. No dia seguinte, quando tu levou uns dois dias pra me responder, eu pensei que eu já não era mais tão importante pra você, e que eu tinha me tornado só mais uma.. mas quando naquele colchão tu me beijou tão intensamente dizendo o quanto desejo sentia por mim, me olhando do jeito que eu sempre imaginei que me olharia nessa situação, e depois dormindo no teu peito, te fazendo de meu colchão, fazendo carinhos um no outro o dia inteiro, trocando beijinhos... Não aguentamos até quarta-feira e tivemos que nos ver de novo de tanta saudade... sendo que foi apenas um fds. Foi aí, que tu me ganhou de verdade, que eu me ofereci de corpo e alma finalmente só pra ti. Tu foi o capitulo mais feliz da minha vida, e eu te quero no resto do livro inteiro.
 Todos os teus amigos já sabiam que a gente se amava, mas ninguém sabe como realmente foi tudo, ninguém sabe toda a nossa história, e as vezes nós mesmos ficamos meio confusos, a unica coisa que eu sei é que tu sempre me fez bem. A unica certeza que eu tenho, é que no fundo no fundo, eu sempre te amei. Não importa de que maneira era.