Páginas

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Arder em chamas


Nunca pretendia criar feridas ao seu coração.Sinto muito machucar-lhe com minha frieza. Sinto muito machucar-lhe com minha dor. Tudo a minha volta em chamas. Eu estou me queimando. Você é a única parte viva em mim. Tudo há minha volta é soturno. Tudo a minha volta acaba caindo em escuridão. Quanto falta para eu cair neste imenso buraco de sofrimento?
Não quero chegar a lugar nenhum. Não espero nada que melhore tudo isto. Só espero que acabe logo. Só espero que as lágrimas sumam e que eu adormeça para que eu possa começar um novo dia. De novo. Não há o que fazer, quando todos morrem. Não há o que fazer, quando se vira o alvo. Não há o que fazer, quando se está queimando.
Vivo em um mundo tão só meu, que se torna solitário.
Só me resta saber o certo. Só me resta gritar. Só me resta te amar. Até o final de minha vida.
Resta-me orar por minha alma. Orar por você, por sua proteção. Não me perdoaria se algo lhe machucasse em quanto me encontro em um lamentação inútil. Eu mesma lhe causo dor. Eu não mereço continuar com seu amor. Seria uma dor eterna. Mas se quiser partir, vá. Se não me pedir para ir, eu não irei. Mas faça o certo querido. Faça o certo para você. Sou uma alma condenada.Só o que me salva é você. Não quero mais lhe ferir. Mas eu prometo, eu prometo que tentarei conter minhas lágrimas. Prometo, que continuarei na tentativa de lhe deixar seguro. Seguro de minha dor. Eu não quero te ver sangrar... Eu não quero te trazer para cá, para arder nas chamas do inferno. Tudo está queimando mas agora, o fogo está se apagando. Só restam cinzas neste lugar vazio. Só resta a mim. Só resta a mim, e meu coração doente.

Beijos D.

Nenhum comentário:

Postar um comentário