Páginas

terça-feira, 12 de abril de 2011



Eu espero respostas de perguntas que nunca fiz. Temo o fim de um amor que nunca vivi. Espero pelo beijo daquele que nem conheci. Desvendando segredos que nunca existiram. Alimentando um amor que nunca aconteceu.
Ocupando um lugar sombrio em um coração perdido. Vagando sobre alguem que nem pode conhecer.
Tento resgatar minhas mémorias perdidas nas minhas palavras. Tento torna-las mais reais, para poder alcança-las.
Trancada em um quarto escuro presa a palavras que retornam a todo instante. Um acumulo preso em minha garganta. Você nem sonha que te proteg o tanto. Você nem sonha que derrubo tantas lágrimas debaixo deste glorioso luar que deveria ser nosso. Você nem sonha que eu te ame apesar de toda a perfuração, apesar de toda a dor.
Um pedaço de mim está perdido em meio de você, e ate que este pedaço volte, sempre serei incompleta. Sempre hávera uma parte de meu coração faltando, e sangrando até que não possa sangrar mais.

Beijos D.

Nenhum comentário:

Postar um comentário