Páginas

quarta-feira, 2 de março de 2011

Derramando lágrimas sobre seu túmulo


Todos os que amei não tiveram forças para se aguentarem vivos.
Todos morrem em quanto permaneço viva,
derramando lágrimas sob seus túmulos.
Não pude fazer nada para impedi-los.
Só o que posso fazer é lamentar por suas almas.
Em suas lapides, suas memorias.
É difícil deixar os momentos que nos tivemos.
Deve ser difícil ver minhas lágrimas, oh, eu sei.
Eu estou tentando ser forte. Minha lápide está pronta,
só estão esperando que eu morra. Que eu morra por te ver morrer.
Eu irei continuar,por você. Eu irei aguentar, por você.
Como posso criar laços com outro alguém no qual não amo?
Meu coração pertence a um homem do reino inimigo.
meu coração pertence a um homem morto.
Eu tentarei te salvar meu amor.
Não aguentarei muito tempo sozinha.
Não posso assistir sua morte. Sei que não quer minhas lágrimas,
sei que não quer que eu me prenda em alguém como você,
mas como posso evitar?
Eu vejo meu destino nas estrelas. Elas não mentem,
elas não mentiriam. Eu vejo a indiferença entre nossos corações.
Eu vejo um amor por baixo desta escuridão,
que toma seu coração desalmado.
Volte para mim. Não me abandone pela escuridão como os outros.
Eu vejo uma esperança em você. Eu vejo em seus olhos mascarados,
que você quer mudar, porém pensa que não consegue,
não sabe de onde buscar forças.
Eu estou aqui. Meu coração é todo seu. Está ferido, mas é seu.
Use de minha força.
Não aguentarei muito tempo, venha logo.
Meu túmulo está vazio esperando por mim.
Esperando que eu perca as forças. Minha força vem de você,
Volte para mim. ç.ç

Beijos D.

Um comentário: