Páginas

quinta-feira, 31 de março de 2011

Eu posso esperar


Eu posso esperar. Por aqueles que amo. Eu posso esperar. Por aquele que amo. Eu nunca ficarei completamente feliz sem você. Você nunca foi o que sempre achou. Eu te vejo diferente. Segredos jamais revelados jogados ao vento em um noite tenebrosa como aquela. Ainda há tempo. Tempo demais para que eu possa suportar. Todo o tempo que resta, carregarei você comigo. Sem você as coisas não fariam sentido. Você é tudo o que eu sempre vou desejar ter. Não há nada que faça eu me arrepender agora. O resto não me importa. Não vejo importância em nada. Pode demorar o tempo que for. Eu vou esperar. Eu amo você. E é o que mais importante para mim. Não importa o quanto você pode aparecer tarde, não importa o quanto as fronteiras impeçam, eu nunca vou ir embora. Tenho noção do tempo que pode demorar. E doí muito saber, que tão cedo eu não vou poder te ter. Eu quero que você seja feliz. Não posso lhe impedir de nada, apenas saiba, que eu carrego você no meu coração. Todas as minhas manhãs confusas. Todas as minhas noites de solidão, você está lá. Eu sinto.
Doí muito permanecer aqui sem você. Você é meu sonho. Você estava tão perto... As lembranças invadem minha mente, e as lágrimas começam a surgir. Você estava aqui. Você estava me abraçando. Eu nunca vou esquecer, de você. Mesmo que um dia, tudo isto acabe, eu nunca vou esquecer, do que você significou pra mim.

Beijos D.

Nenhum comentário:

Postar um comentário