Páginas

sábado, 12 de março de 2011

Distante de mim

Tudo mudou, quando tive de partir. Guiada para longe de você. Em quanto me afastava um turbilhão de pensamentos invadiram minha mente. Eu via você sumindo, as lágrimas tomavam conta de meu rosto. A musica que escutava naquela manhã, ficou gravada em mim. E me persegue.
Sinto você tão distante de mim. Não há como esquecer de tudo que passamos, mas minha memorias estão sumindo. Eu tento revive-las, mas todas as minhas tentativas são fracassadas. Eu sinto saudade do seu sorriso. Eu sinto saudade de seus beijos. Tudo o que desejo é poder lhe abraçar, isto parece tão impossível agora. Uma possibilidade distante.
Tudo o que tenho feito é recordar todos os momentos. Todos os segundos, mas cada vez mais, isto parece inútil. Eu sinto sua frieza agora. No momento em que ambos precisam de ajuda estamos assim. Fui obrigada a lhe deixar, e agora estamos assim, sem rumo. Dependendo tanto um do outro, dependendo de um amor quase inexistente. Só o que restaram foram meras lembranças, e fica cada vez mais difícil viver delas. Eu sinto sua essência sumindo de mim. Minha pele já sentiu o calor da sua e as vezes, é como se eu sentisse de novo, e em seguida, desaparecesse cinzas em seu lugar. Deixando um lugar vazio, que será sempre seu. Você se encontra tão distante de meu coração... Logo agora, que eu preciso lhe salvar, e parece que toda minha força cai em um monturo inútil e desaparece com o tempo.
É dificil discernir o que foi sonho e o que foi real. Mas sei, que já estive em seus braços. E é o unico lugar do mundo, que desejo estar agora.


Beijos D.

Nenhum comentário:

Postar um comentário