Páginas

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Sua luz se apagou





Tudo mudou. Suas palavras saim tão frias.
Não o recolheço mais. Algo lhe mudou.
Suas palavras apunhalam meu coração e o faz sangrar.
E mesmo ferido, mesmo machucado, ele te ama.
Já não sei distinguir quando é dia e quando a noite.
O céu está negro.
Tudo mudou. Aquela linda luz se apagou.
A madrugada nunca foi tão sombria.
Você se afundou. E me levou junto com você.
Tento encontrar alguma luz. Tudo se tornou tão sórdido.
Você partiu. E levou meu sorriso com você.
Agora está no alto. Aonde não posso alcançar.
Está manipulado por mentes traiçoeiras. Por coração sujos.
Não é você. Sua luz está escondida em algum lugar dentro de você.
Eu a quero de volta. Eu preciso dela de volta.
Não me negue amor. Você nunca o faria.
Não se esconda por baixo das sombras. Ela sempre estará acima de você.
Você parece tão distante e tão próximo ao mesmo tempo.
Seu silencio rasga meu coração. Seu silencio me distroi.
Só o que resta agora são minhas lágrimas e minha lamentação,
diante a uma bela melodia. A sua melodia. A nossa melodia.
Você a destruiu.
Eu deveria querer lhe matar. Eu deveria amaldiçoa-lo.
Eu quero você inteiro. Eu quero você inteiro para mim.
Apenas traga de volta aquele que eu conheci, aquele pelo qual me apaixonei.
Não se envolve a escuridão, ela só está o puxando para mais fundo dela,
para poder lhe engolir de sofrimento quando você não tiver mais como se salvar,
você sabe que só sairemos deste lugar sombrio juntos. Tudo acima de nós,
tudo aqui pode ser nosso. Só nosso.
É nossa única chance.


Beijos D.

Nenhum comentário:

Postar um comentário