Páginas

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

History - No alto da montanha, um coração perdido.


- Eu te amo. - Disse a garota sorridente.
- Não você não me ama. - Disse o garoto com um ar sério.
- Por que está dizendo isto? Não acredita em mim?
- Eu acredito. Mas não é verdade. Você pensa que me ama.
- E como pode ter certeza disto?
- Eu sei. Um dia, você passará por mim e nem olhará para minha cara.
- Não, eu nunca varia isto. Eu iria lhe abraçar com muita força.
- Isso é o que você diz agora.
- Por que você duvida tanto? Você não me ama?
- Não. Eu gosto de você.
A garota que estava deitada, levantou-se e sentou-se ao lado dele em cima daquela toalha de piquenique e olhou seria para ele. Ficou apenas olhando. Até que uma lágrima desceu de seu rosto. O garoto quando viu aquela lágrima, sentou-se também, olhou no fundo dos olhos dela e disse:
- Não fique assim. Um dia você entenderá o que eu estou dizendo.
Ele recolheu a lágrima dela e ficou alguns segundos observando a beleza da garota. Ela estava frustrada com o que acabará de ouvir, ela não entendia nada. Ele se sentia culpado por ter feito a garota chorar, mas tinha certeza do que estava falando.
- Se prefere assim, se prefere viver em um sonho, eu também te amo.
A garota sorriu e o abraçou. Ela lhe deu um beijo. O mais longo e apaixonado que já dera. Os dois ficaram ali, terminando o piquenique até que a noite caiu. Os dois deitaram e ela apoiou a cabeça sobre o peito do garoto. Eles ficaram apenas admirado as estrelas e passaram uma noite linda. O garoto a levou para casa. Quando ele foi embora, ela se trancou no quarto e ficou repensando tudo o que ele dissera. Ela ficou triste por ele ter dito que apenas gostava dela, e que ela não o amava. Mas ficou feliz pelo dia em que eles tiveram juntos, e por no mínimo ele gostar dela. Acabou que ela ignorou o que ele disse, e foi dormir muito feliz.
O garoto por sua vez, quando chegou em casa, deitou-se na cama e ficou pensando em como a garota deveria estar, que talvez ela ainda estivesse engolindo tais palavras, mas teve certeza de que iria ser melhor para ela, que soubesse desde o inicio.

Os dias foram passando e a garota nem lembrava mais do que ele havia lhe dito. Todos os dias, os dois se viam e trocavam beijos e abraços. Ambos muito felizes. Porém, o garoto continuava pensando que ela estava criando um sonho, e que ela não o amava, e que ele apenas gostava muito dela. Que não chegava a ser amor.

Eles ficaram neste romance por muito tempo, até que o tempo passou e o amor foi sumindo. Assim os dois concluíram que não estava dando certo e terminaram.

Os dois ficaram muito tempo sem se ver, ela já estava com um namorado.

Os dois se esbarraram em uma lancheira, e como ele havia dito, ela nem olhou para a cara dele. Quando ela estava prestes a ir embora, ele pegou de leve no braço dela e disse.
- Eu disse que você não me amava.
A garota ficou meio confusa, mas depois lembrou-se dele.
- Mas eu te amei.
- Não, você não amou. Você gostou de mim. Se você tivesse me amado, você no mínimo gostaria de mim para sempre. O verdadeiro amor, nunca é assim, nunca some do nada. Um pouquinho sempre resta. E como eu disse, você nem olhou na minha cara.
A garota parou, e pensou por algum tempo. Até que disse:
- Talvez você tenha razão, mas o que eu sentia por você era muito forte.
- Você estava apaixonada. Mas não estava amando.

Fim.

Esta é a primeira de muitas historias que irei postar-porém, serão bem maiores -. Espero que tenham gostado.
Beijos D.

4 comentários:

  1. muito linda , amor so se sente depois de anos de esperiencia , sim quando tem um sentimento diferente , pra mim eu acho que amar tem que se amar a si mesmo e gostar de ajudar os outros e ter paciencia de ter aquela pessoa por muito tempo ,, eu sim amo alguem posso ter apenas 15 anos mais sei muito como e gostar , tar apaixonada , ou amar alguem , eu sinceramente sofri muito mais hoje eu lembro nossa como eu era boba de falar tantas coisas, o te amo virou uma palavra commun , todos falao mesmo nao sentindo pois eu sou diferente , eu nao dizia te amo e sim gosto de voce ou algo parecido , falar eu nao falava mais escrevia mas sempre era te amo ou ti amu,, nunca a palavra inteira e certa , hoje que eu sei o quanto e forte amar alguem eu digo e falo e repito muitas vezes ,.

    ResponderExcluir
  2. amei mt foda, pelo menos um q acaba bem asuhaushuahs

    ResponderExcluir