Páginas

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

A mascara


As vezes eu queria apenas cinco minutos de silêncio. Cinco minutos dentro de mim mesma, para que eu possa me encontrar. Eu estou perdida e não me encaixo em lugar algum. O que eu queria agora era fugir para um só meu. Onde eu soubesse exatamente quem eu sou e pudesse me encaixar. Um lugar onde eu pudesse ser eu mesma. Aonde eu não precisasse usar mascaras. Nem exibir sorrisos falsos quando quero mesmo é chorar. Aonde não precisasse ver quem esta olhando e pudesse chorar a vontade e colocar tudo para fora. Aonde eu não precisasse esconder quem realmente sou ou como estou. Preciso apenas de cinco minutos de silencio. Cinco minutos dentro de mim.
Estou cansada de dizer que está tudo bem, e que eu estou ótima. Estou cansada de sorrir para os outros. De andar com uma mascara. Não queria precisar esconder que vivo em um buraco de tristeza. De andar na rua observando a maneira das pessoas sem demonstrar a minha. De ficar quieta e tentar segurar o choro. Se minha vontade é desabar, que eu faça isso logo, para não acumular tristezas. Não chorar apenas pelos cantos como uma refugiada escrava de um sorriso falso. Tenho que parar de dizer 'tudo bem' quando alguém faz algo para mim que me deixa triste. Eu sempre falo que não tem problema que não magoou, ou que já passou. É sempre mentira. Tento poupar os outros e assim me afundo mais.

Beijos D.

Nenhum comentário:

Postar um comentário