Páginas

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

''Felizes para sempre''


Desde criança eu acreditava que seria tudo como em um conto de fadas, tudo como nos filmes. Eu iria me apaixonar, ele também, seria um garoto lindo, um perfeito príncipe, nos beijaríamos e ficaríamos felizes para sempre. Depois, aprendi na maneira mais cruel, que nada é como nos filmes, nada é como no contos de fadas. É tudo realidade, completamente diferente. Você não escolhe quem amar. Ama e pronto. E nem sempre é correspondida. ''Felizes para sempre'' não existe. Nem para os casais de idosos que estão juntos a há mais de cinquenta anos, em algum momento tiveram dificuldades amorosas. Isso é certo.
Por que quando somos crianças não falam de uma vez que vamos sofrer, que vamos passar noites chorando e que vamos acordar com lágrimas secas e soluçando. Por que não nos falam que os ''príncipes'' são uns idiotas, e que a o ''rei e a a rainha'' nem sempre permitem o casamento. Não falam também que o príncipe vai te usar. E fugir com outras princesas. Não falam que mesmo amor correspondido, em algum momento você vai derramar uma lágrima. Que quando você errar pode não ser perdoada. Em vez disso nos falam que será tudo perfeito, acreditamos nisto, e sofremos mais.
Quando crescemos, aprendemos a não confiar em qualquer um, que a maioria das vezes, o amor é uma droga. Que as borboletas precisam se alimentar e quando não tem alimento, vão se corroendo. Aprendemos que nunca se troca uma amizade verdadeira por um namorado. Aprendemos que nunca vai ser igual ao seus sonhos. Que os vilões existem e que nem sempre vai ter um super herói para derrota-lo. Muito pelo contrario. O vilão normalmente é quem você pensava ser o príncipe. Que as pessoas nem sempre tem as mesmas intenções que você.
E por mais que saibamos de coisas, por mais que já tenhamos passado por tudo nesta vida, a verdade é que você nunca vai estar preparada para um novo amor. Pois a vida é cheia de armadilhas quase impossíveis de desviar. Mas o que você não pode fazer é desistir de seguir sua estrada rumo a felicidade. Pois a floresta apesar das armadilhas, sempre é linda de certa forma, e depois de bater a cara em alguns cipós, sempre rimos no final.
A verdade é que deveríamos saber da realidade antes de cair de cara nela. E saber que você sempre vai se decpicionar um dia. Mas que no final, tudo passa. E que a verdade é que você sempre foi a Cinderela de tenis. Que caiu na realidade.

Beijos D.

Nenhum comentário:

Postar um comentário