Páginas

domingo, 31 de outubro de 2010

Voem juntos


Sei que você esta sofrendo. Mas não desconte nela. Nada da certo em sua vida e você se sente sozinho. Muitas vezes prefere se isolar. Ficar isolado faz parecer que nada importa que você já esta perdido mesmo. Recorre a algo que te ocupe e te distraia. Te leve ao um outro mundo, um mundo onde não há sofrimento.
Você está perdido neste maldito buraco de sofrimento-no qual eu realmente odeio-, e não consegue sair. Não tem mais forças. Apenas ela te da um motivo para respirar. Então não faça assim. Você fica desequilibrado, as vezes quer acreditar que nada faz diferença, e que é melhor ficar sozinho e isolado mesmo, as vezes você muda completamente. Eu te entendo. Mas ela te ama e está disposta a te ajudar. Te salvar da tristeza na qual você convive. Ela está disposta q fazer você sorrir, e mudar todas estás lágrimas por alegrias. E a fazer você gostar de viver. Deixe ela te ajudar. Apenas isto. Não tenha medo, não tenha medo de ser feliz. Deixe ela entrar em sua vida. Apenas isto. Deixe que ela traga um sentido as suas manhãs.
Saiba que é possível tirar um lindo sorriso de seus lábios. Para que vocês possam se olhar no fundo dos olhos e poderem ter os melhores momentos juntos, que possam sonhar acordados. Não tenha medo de voar, pegue em sua mão, feche os olhos e vá confiante que daqui para frente será tudo diferente. Que o amor cura qualquer ferida. Os dois se salvariam juntos, e poderiam dar sorrisos e risadas verdadeiras. Realmente serem felizes por momentos. Para que possam mudar tudo em volta e ignorar todos os problemas em um beijo. Um beijo que varia a diferença em suas vidas. Meu sonho é que você se juntem e se amem. Que não tenham medo de abraçar com força o outro e recuperar a dor de anos seguidos nos braços de quem te ama.Vocês precisam ir até o fim. Juntos. Lutando pela felicidade. Juntos.

Beijos D.

sábado, 30 de outubro de 2010

Dar um tiro em sua cabeça

É isso que quero fazer de fez em quando. Certas vezes, vejo uma pessoa completamente diferente em minha frente. As vezes minha mente fica uma confusão e me perco em pensamentos. Tentando entender o por que de você ser tão diferente certas vezes e tão normal em outras. Dependendo do meu humor, do dia, da roupa que visto, do sol se é dia par ou ímpar, tenho uma opinião diferente a seu respeito. Por que você não resolve ser uma pessoa só? Para que eu não me divida tentando te entender.
As vezes quero te abraçar com toda a força, e outras quero te soquear com toda a raiva. Deito tentando saber qual das faces é a sua, e tentando saber se elas realmente vão estar em equilíbrio todo o tempo. Se uma se fortalecer mais que a outra havera uma indiferença entre você e o resto do mundo. Minha raiva e meu amor por você andam lado a lado. Um lutando contra o outro. Em torno de um sorriso um odeio tremendo. De tudo que você é as vezes e do que já foi.
Me diga, afinal quem é você? Procure lá no fundo e me diga. Preciso de você aqui. Mas não sei quem realmente quero aqui por não saber quem você é. Se você é meu bem ou meu mal.
Longe de mim você age de outra forma e queria saber por que. Tento buscar a verdade no fundo dos seus olhos. Vejo a verdade, mas não consigo entende-la.
As vezes você parece outra pessoa. Não sei no que confiar. O vento e as folhas passam por mim, e só o que faço é sentar no chão. No meio daquela rua florida, e ficar ali. Por muito tempo; Tentando ver algo pelo que passa ali. Na minha minha mente tudo passa o tempo todo e nada faz sentido. Isto me corroei. Só o que tenho que fazer é esperar. Sua face vai ficar a mostra. Uma mascara não dura muito tempo. E se eu estiver me perdendo novamente? E se o que eu pensei que fosse o heroí for o bandido?
Mas quer saber? O jeito, é continuar seguindo esta rua rumo ao seu coração. Andando lentamente, tentando desviar das duvidas e do vento forte que diz para eu voltar. Ficar ali sentada no chão esperando uma resposta vai me consumir. Se a rua for sem saída, não custa dar meia volta e seguir por ai procurando o melhor para mim. O que eu tenho que não posso fazer é ter medo de ser feliz. O amor existe? Não custa tentar. Seguir de cabeça erguida é a lei da vida. Se eu estiver entrando em um beco sem saída tenho quem possa me salvar. Pule para o alto, grite, sinta a energia, não tenha medo de flutuar, nunca tenho medo de nada. Você sempre vai poder contar com alguém. Nem que seja você mesmo. E se você estiver sem forças para continuar andando, acredite no poder. Acredite em quem está lá em cima.

Beijos D.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Não adianta mais ignorar


Fingir que nada esta acontecendo não está dando certo; Minha ignorância diante do amor está me enlouquecendo. E enlouquecendo a todos em minha volta. Me perdoe por minha arrogância. Não posso mais ignorar. Não consigo mais. Mais lágrimas é a ultima coisa que quero agora. E por que não flutuar para te dizer que te amo, e que preciso de você para viver. Deixar passar não esta dando certo, se isolar não é a melhor saída então saiba, que você não sai de minha mente, e faz eu delirar.

Beijos D.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

A mascara


As vezes eu queria apenas cinco minutos de silêncio. Cinco minutos dentro de mim mesma, para que eu possa me encontrar. Eu estou perdida e não me encaixo em lugar algum. O que eu queria agora era fugir para um só meu. Onde eu soubesse exatamente quem eu sou e pudesse me encaixar. Um lugar onde eu pudesse ser eu mesma. Aonde eu não precisasse usar mascaras. Nem exibir sorrisos falsos quando quero mesmo é chorar. Aonde não precisasse ver quem esta olhando e pudesse chorar a vontade e colocar tudo para fora. Aonde eu não precisasse esconder quem realmente sou ou como estou. Preciso apenas de cinco minutos de silencio. Cinco minutos dentro de mim.
Estou cansada de dizer que está tudo bem, e que eu estou ótima. Estou cansada de sorrir para os outros. De andar com uma mascara. Não queria precisar esconder que vivo em um buraco de tristeza. De andar na rua observando a maneira das pessoas sem demonstrar a minha. De ficar quieta e tentar segurar o choro. Se minha vontade é desabar, que eu faça isso logo, para não acumular tristezas. Não chorar apenas pelos cantos como uma refugiada escrava de um sorriso falso. Tenho que parar de dizer 'tudo bem' quando alguém faz algo para mim que me deixa triste. Eu sempre falo que não tem problema que não magoou, ou que já passou. É sempre mentira. Tento poupar os outros e assim me afundo mais.

Beijos D.

Seja Espontânea


Ao longo do tempo descobri que escrever era a melhor coisa a fazer em momentos dificieis. Que podia resumir um sofrimento em um texto. Mesmo mexendo na ferida tentando encontrar as melhores palavras. Acabei que agora, escrevo antes de agir. Começo a sonhar... Vou para a sombra de uma árvore e começo a escrever. E na hora, você tenta fazer o que escreveu. Obviamente, não da certo. Você busca as palavras para dizer em meio de seus textos. Palavras escritas antes, e tenta não arriscar algo que veio na hora. Acontece que assim você vira uma barbie. Manipulada, manipulada por você mesma. Escrava de palavras e de simulações. Faça o contrario. Faça antes, fale antes e escreva depois. Não se arrependa. Formular como agir e o falar na hora faz a cena mais real e sua vida mais espontânea. Não tenha medo; Formulando tudo antes, você não fica mais preparada, na verdade, você fica uma marionete de você mesma. E o garoto percebe e te acha indiferente. Pois tecnicamente, você não esta sendo você, não naquela hora. Foi você na hora de escrever e mentalizar. Na hora que você falar. Não é você.

Faça antes e escreva depois!

Beijos D.

''Felizes para sempre''


Desde criança eu acreditava que seria tudo como em um conto de fadas, tudo como nos filmes. Eu iria me apaixonar, ele também, seria um garoto lindo, um perfeito príncipe, nos beijaríamos e ficaríamos felizes para sempre. Depois, aprendi na maneira mais cruel, que nada é como nos filmes, nada é como no contos de fadas. É tudo realidade, completamente diferente. Você não escolhe quem amar. Ama e pronto. E nem sempre é correspondida. ''Felizes para sempre'' não existe. Nem para os casais de idosos que estão juntos a há mais de cinquenta anos, em algum momento tiveram dificuldades amorosas. Isso é certo.
Por que quando somos crianças não falam de uma vez que vamos sofrer, que vamos passar noites chorando e que vamos acordar com lágrimas secas e soluçando. Por que não nos falam que os ''príncipes'' são uns idiotas, e que a o ''rei e a a rainha'' nem sempre permitem o casamento. Não falam também que o príncipe vai te usar. E fugir com outras princesas. Não falam que mesmo amor correspondido, em algum momento você vai derramar uma lágrima. Que quando você errar pode não ser perdoada. Em vez disso nos falam que será tudo perfeito, acreditamos nisto, e sofremos mais.
Quando crescemos, aprendemos a não confiar em qualquer um, que a maioria das vezes, o amor é uma droga. Que as borboletas precisam se alimentar e quando não tem alimento, vão se corroendo. Aprendemos que nunca se troca uma amizade verdadeira por um namorado. Aprendemos que nunca vai ser igual ao seus sonhos. Que os vilões existem e que nem sempre vai ter um super herói para derrota-lo. Muito pelo contrario. O vilão normalmente é quem você pensava ser o príncipe. Que as pessoas nem sempre tem as mesmas intenções que você.
E por mais que saibamos de coisas, por mais que já tenhamos passado por tudo nesta vida, a verdade é que você nunca vai estar preparada para um novo amor. Pois a vida é cheia de armadilhas quase impossíveis de desviar. Mas o que você não pode fazer é desistir de seguir sua estrada rumo a felicidade. Pois a floresta apesar das armadilhas, sempre é linda de certa forma, e depois de bater a cara em alguns cipós, sempre rimos no final.
A verdade é que deveríamos saber da realidade antes de cair de cara nela. E saber que você sempre vai se decpicionar um dia. Mas que no final, tudo passa. E que a verdade é que você sempre foi a Cinderela de tenis. Que caiu na realidade.

Beijos D.

Te odeio por que te amo


Sim, não vou mentir. Eu te odeio. Eu te odeio com toda minha força. Mas odeio por que te amo. Por que você consegue mexer comigo. Consegue fazer eu adoecer. Consegue fazer que te querer aqui comigo. Eu odeio tudo em você. O jeito como você olha no fundo do meu olhar e me deixa mais apaixonada. Odeio o jeito em como você me faz rir. Odeio quando você tenta chegar de mansinho conquistando território e me deixando sem forças para evitar. Odeio o jeito em que você entrou na minha minha. Eu te quero aqui. Quero poder te abraçar; Você é a base de tudo. De meus sonhos, de minha vida. Você é um domador de sonhos. Odeio isso em você também. Odeio tal sentimento que sinto por você, odeio aquele friu no estômago e também odeio o jeito em que fico desajeitada com você por perto. Odeio suas palavras que fazem eu te amar ainda mais. E odeio quando você faz parecer que tudo é fácil, é só te fugir. Odeio quando eu sei que é perigoso te beijar e mesmo assim faço. Simplesmente odeio. Odeio tal forma em que você faz eu sonhar acordada e passar horas do meu dia pensando em seus olhos em seu rosto que ficou marcado em minha mente.

Mas te odeio por que te amo. Não você, mas o que você faz para eu te amar.


Beijos D.

domingo, 24 de outubro de 2010

Quem somos

Oi. Somos a D. e J. Nós adoramos escrever sobre o que eu sentimos como estamos e o que pensamos sobre o mundo. É uma forma de desabafar e mostrar o que sentimos . Somos apaixonadas por poesia, textos, livros -de preferência de amor-. Eu e minha amiga decidimos fazer este blog para poder com partilhar com vocês os nossos textos. Meio inclinados para um diário virtual duplo. Porém preferimos ficar anónimas. Gostamos também de escrever historias, e entramos dentro delas como se eu fossemos os personagens e como se sentíssemos a dor deles. O que realmente acontece quando se envolve com a historia. Espero que gostem. Beijos